O Oceano no Fim do Caminho, de Neil Gaiman, é um livro de fantasia que contará a história de um menino de 7 anos (o qual não sabemos o nome) que tem seu antigo quarto alugado por seu pais, numa tentativa de amenizar a crise financeira pela qual a família está passando. E assim ele passa a dividir o quarto com a sua irmã.

"Livros eram mais confiáveis que pessoas, de qualquer forma."

Bom, o livro começa com um homem , que por causa de um funeral,  está de volta ao lugar onde passou sua infância. E que de repente tem uma necessidade de ir visitar um certo lugar que ficava no fim da estrada, e chegando lá, ele despertará lembranças que talvez ficariam melhor esquecidas... E então, ele se lembra de tudo!

Agora vamos falar um pouco deste ‘tudo’: Numa certa manhã, a família acorda e está com o seu carro desaparecido, e então o pai e o menino descobrem que o carro da família foi roubado pelo inquilino que estava alugando o quarto no momento, O Minerador De Opalas, um africano, que também está com um certo problema relacionado a dinheiro. E tal homem resolve se suicidar! E faz isso logo no carro da família, perto da fazenda Hempstock, e com tal evento, ele desperta foças que deveriam ficar sempre adormecidas...

Durante a investigação inicial sobre a morte do Minerador De Opalas, Lettie Hempstock aparece e se oferece para levar o menino para a fazenda de sua família, para enquanto isso, os adultos resolvam a situação. E nesta fazenda, ele descobre um lugar especial, e começa uma amizade com Lettie (uma menina totalmente excêntrica, que fala que o lago da fazenda da família é um oceano... O Oceano No fim Do Caminho)

Nos dias seguintes ao suicídio, começam a ocorrer problemas pela vizinhança. Os moradores ficam recebendo dinheiro (de maneira muito assustadora) do nada.  E de uma forma que só traz coisas negativas para suas vidas.

E Lettie sabe que isto está errado, e que não é apenas coincidência o que está acontecendo com todos. Porém, mesmo com tal situação totalmente estranha, ela considera algo de fácil resolução, pois não é algo que ela nunca tenha lidado antes! Provavelmente é só mais uma daquelas criaturas insignificantes, que a sua avó costuma chamar de Pulgas... E o menino se oferece para ajuda-la em tal missão e ela aceita. E tudo que ela o pede é para que em momento algum ele solte a sua mão. Porém, num momento de desespero, ele quebra a única condição colocada, e solta a mão de Lettie. Mas tudo acaba bem, a criatura que estava causando tal confusão é derrotada... ou será que são eles que querem acreditar nisto?

"Pessoas diferentes se lembram das coisas de jeitos diferentes, e você nunca vai ver duas pessoas se lembrando de uma coisa da mesma forma, estivessem elas juntas ou não."

Este livro é muito especial, pois ele realmente trás de volta a criança que você já foi um dia. E faz com que você sinta uma empatia tão grande para com o protagonista, uma criança de 7 anos, que considera os livros mais amigos que as pessoas, e que é tão indefeso em relação as coisas que te acontecem. E só por esta experiência nostálgica, ele já vale a pena ser lido. E sem contar, que a história é fantástica, e te prende da primeira até a última palavra.

"Desde pequeno eu sempre pegava várias ideias emprestadas dos livros. Eles me ensinaram quase tudo o que eu sabia sobre o que as pessoas faziam, sobre como me comportar. Eram meus professores e meus conselheiros."



18 Comentários

  1. Oi Rapha, Neil é um autor bem elogiado e que ainda não tive a oportunidade de ler seus livros e assim já anotei a dica sobre essa história. A resenha já começa com um quote bem legal e se entendi direito o homem que se lembra de tudo é o menino, e durante a leitura vamos descobrir se a criatura foi ou não derrotada e seremos apresentados a essa aventura através da perspectiva de uma criança, o que deve ser bem cativante. Gostei da resenha e espero ter a oportunidade de ler o livro ;)

    ResponderExcluir
  2. Esse foi o único livro do autor que consegui ler até hoje. Sempre falo que vou ler mais e nunca faço =/
    Achei essa história muito legal. É toda doida, uma fantasia maluca, mas por isso mesmo é que amei. Dá uma sensação de nostalgia mesmo, de lembrar quando se era criança. E o personagem é bem feito ao ponto de a gente gostar e torcer por ele ao longo da trama. Vale muito a pena ler.

    ResponderExcluir
  3. Oi.
    Eu ouvi Maravilha sobre a escrita do autor mas ainda não tive oportunidade de ler nenhum dos seus livros Adorei essa premissa e o fato de que o livro traz de volta nossa criança interior ainda mais Espetacular não vejo a hora de ler.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Apesar de ouvir muitos elogios a respeito do autor nunca li nada dele,confesso que não tenho muita vontade apesar de achar as histórias interessantes mas quem sabe um dia eu me ânimo e leia uma de suas obras.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Rapha!
    Apesar de ter um suicídio e o livro parecer tenso com essa morte, o ar pueril de inocência das crianças, quebra o clima de perigo e suspense que o enredo traz e nos faz embarcar em uma viagem muito interessante que traz mesmo nostalgia.
    “A sabedoria consiste em compreender que o tempo dedicado ao trabalho nunca é perdido.” (Ralph Waldo Emerson)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Minha paixão!! Comecei lendo Gaiman com Coraline, na escola! E fiquei doente com ele! Esse livro é um daqueles que eu com toda certeza, não vou nunca deixar de reler, porque apesar da fantasia, ele me passa um monte de coisa boa, um monte de lição! Como você disse, a leitura de prende da primeira até a ultima página sim, e a fantasia é na medida! Adorei a resenha!
    Bjoxx ♥

    ResponderExcluir
  7. Oi Rapha ;)
    Confesso que nunca li nada do Neil, mas sempre me interessei por O Oceano no Fim do Caminho.
    A premissa parece maravilhosa, e essa capa é muito linda... parece combinar muito com a história!
    O protagonista parece ser fofo demais, com todo esse amor pelos livros S2 e adorei os quotes!
    Com certeza já está na lista de leitura!
    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Eu ganhei esse livro de uma amiga minha, mas nunca li. Nunca li nada do Neil para falar a verdade e eu tenho curiosidade, porém esse enrendo não me chama muito a atenção! Li a sinopse e fiquei tipo: aff! Não faz meu estilo, só que sei que tenho que dar uma chance para ler algo novo, então acho que lerei!

    ResponderExcluir
  9. Oi, Rapha
    Adoro crianças como protagonistas. Eu tenho muita curiosidade em ler algo de Neil, de tantos elogios que ouço.
    Fico contente que tenha aprovado o livro. Já vi pessoas dizendo que não gostou. Mas vou confiar mais na opinião de quem gostou, pois pela trama acredito que também adoraria a leitura.

    ResponderExcluir
  10. Nunca li uma obra do Gaiman! Mas vejo tantos comentários positivos que minha curiosidade só aumenta.
    E confesso que depois do que li e conheci aqui, fiquei interessada.
    A história do livro parece ser ótima. Já vou colocar na minha listinha de leituras, sério.
    A escrita dele parece ser incrível.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  11. Ola,
    Gostei bastante do livro, a história é incrível e fiquei me pergunto sobre esse lago que parece um oceano no fim do caminho, algo estranho há nele e também estranho as pessoas receberam dinheiro assim do nada, bom me pareceu um mistério muito estranho é bem legal no livro, acho que faz você ler até descobrir tudo.

    ResponderExcluir
  12. Preciso saber o que aconteceu no fim!
    Gosto bastante de livros de fantasia e sua resenha me deixou super curiosa com esse livro, o que são essas "Pulgas", o que acontece com a Lette e por que os vizinhos estão recebendo dinheiro?? Preciso de respostas!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bem?
    Quero muito ler alguns livros desse autor, mas ainda não tive oportunidade. E esse está na lista! Achei a premissa muito interessante, diferente mesmo.
    E por tudo que você comentou, na sua ótima resenha, mais motivada para fazer a leitura, fiquei.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Eu ainda não li este livro, mas ele já está a algum tempo em minha lista de leituras, gosto de histórias com personagens crianças, e ainda mais como você disse por trazer de volta a criança que já fomos um dia, gostei muito da sua resenha e espero ter a oportunidade de ler este livro em breve.

    ResponderExcluir
  15. Boa noite!
    Do Gaiman já li um livro mais fininho, Os Lobos Atrás das Paredes, e Coraline — um clássico. Já ouvi falarem muito deste, mas nunca o li (vontade é o que não me falta rs). A premissa é beeem maluca, acho que isso prende o leitor de forma intensa até o final da estória.
    Abraços :*

    ResponderExcluir
  16. Oi, Rapha!!
    Acho que nunca li nada de Neil Gaiman!! Pois é ainda não tive oportunidade de pegar alguma a obra desse autor maravilhoso. Mas mesmo assim curti muito a sua resenha!!
    Bjos

    ResponderExcluir
  17. Já li esse livro e enquanto lia várias sensações surgiam dentro de mim. Parece simples, mas o enredo me prendeu do começo ao fim e eu ficava querendo saber o nome do protagonista, quem são as três misteriosas, o que acontecerá. Foi um livro que me surpreendeu bastante, realmente achei ele bem especial, e gostei muito dele :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Oi Rafa? Nao gosto de esse tipo de livro mais me identifiquei...
    "Desde pequeno eu sempre pegava várias ideias emprestadas dos livros. Eles me ensinaram quase tudo o que eu sabia sobre o que as pessoas faziam, sobre como me comportar. Eram meus professores e meus conselheiros."
    Até hoje Livros são mais confiáveis que pessoas, de qualquer forma 👏
    Bjs😘

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e pelo comentário!
Se tiver um blog, deixe o link que visitaremos assim que possível ;)